27.09

DIÁRIO DE  BORDO

Dia 21 – London Eye & Jubilee Gardens

Achei a London Eye cara e overestimated.

Escolhemos um dia de céu claro, durante a semana, para aproveitar melhor a atração e tentar evitar filas monstruosas. Compramos os ingressos online, antecepidamente, por um desconto de 10%. Ainda assim é muuuito caro para quem vai em família.

Confesso que achei frustrante. O céu de Londres tem algo de pacato e não identifiquei nada WOW na paisagem. O passeio é moroso, arrastado, é quente lá dentro (apesar do ar condicionado), dá vontade de completar a volta logo (ainda mais com a Beatriz chorando) – mas o bendito vagãozinho parece não sair do lugar. Mesmo a Laura, que estava bem empolgada pelo tamanho da roda gigante, antes da metade do percurso já estava apelando por um sorvete com pracinha.

Mas tá visto. Missão cumprida. Não voltarei.

Já a pracinha que fica junto à roda, chamada Jubilee Gardens, é gratuita, simpática e a vista da roda, olhando dali de baixo, me pareceu mais imponente do que o monótono skyline londrino.